Trupe Chá de Boldo

f Share

28 de Janeiro

Abertura da casa: 20:30 H

Horário do show: 23:59 H


Ingresso na porta: R$ 60,00


Ingresso na porta - estudante: R$ 30,00

trupecha

Em 2016, a Trupe Chá de Boldo completa dez anos de existência.
Formada em 2006 por um grupo de amigos – todos com cerca de 20 anos
de idade à época –, a trupe reúne 13 músicos com referências musicais
diversas. O grupo tem na mistura, sem preconceitos, o ponto de partida
para a criação de sua sonoridade híbrida. Durante estes dez anos, a
trupe lançou três álbuns – “Bárbaro” (2010), “Nave Manha” (2012) e
“Presente” (2015) –, ampliou seu público, produziu alguns clipes e foi
convidada para participar dos mais recentes trabalhos de Tom Zé
(“Tribunal do Feicebuqui”, de 2013, e “Vira Lata na Via Láctea”, 2014).
Apesar de ser notável a transformação do som do grupo ao longo do
tempo, a experimentação e a aposta em um trabalho autoral e coletivo
sempre foram os eixos que guiam a banda. Para comemorar os dez anos,
a Trupe decidiu preparar um show especial, com repertório que reúne
canções selecionadas de toda esta década. A turnê estreiou com dois
shows no teatro do Sesc Vila Mariana, em agosto de 2016, e segue por
outras cidades. Paralelamente, o EP Presente pra Viagem, com dubs
feitos por Victor Rice em cima de músicas do disco Presente, terá
lançamento digital neste mês de agosto.
!
Trajetória
A Trupe Chá de Boldo se consolidou como uma das mais ativas bandas da
cena paulistana na última década, mas buscou também expandir as
fronteiras de sua cidade natal. Foram mais de 200 shows até hoje,
incluindo várias turnês pelo interior do Estado de São Paulo e
apresentações em capitais como Rio de Janeiro (Circo Voador, Oi Futuro
Ipanema e teatro Sérgio Porto), Belo Horizonte (Granfinos e Festival
Conexão), Vitória (Estação Porto) e Curitiba (Teatro Paiol). Em São
Paulo, capital, a trupe tocou em alguns dos mais importantes palcos da
cidade, como Sesc Vila Mariana, Sesc Pompeia, Auditório Ibirapuera e
Studio SP, além de ter participado de grandes eventos como a Virada
Cultural da cidade e o Festival Coala.
Toda a produção de discos e shows sempre ocorreu de maneira
independente. Ao longo da trajetória, com espírito agregador, a Trupe
se aproximou também de importantes nomes da cena musical brasileira:
gravou com Tatá Aeroplano, Leo Cavalcanti, Gero Camilo, André
Abujamra, Alzira E, Marcia Castro e Tom Zé, entre outros; e convidou
para shows nomes como Paulo Miklos, Negro Leo, Iara Rennó, Tulipa Ruiz
e Gabriel Levy. Nos discos, trabalhou com os produtores Gustavo Ruiz e
Alfredo Bello.

Pontos de Venda

Em virtude do cenário atual, não estamos trabalhando com pontos de vendas.
Ingressos apenas virtuais, através do nosso site!