Rota das Artes 2017

f Share

14 de Maio de 2017


Caminhar é preciso e a Rota segue novamente seu caminho!

A Rota das Artes retoma suas atividades em 2017 a todo vapor! Após encontro da equipe com os artistas-formadores, fechamos o calendário de oficinas deste ano. Teremos a continuidade da formação em teatro, música e artes visuais, além de uma edição especial dos encontros para confecção de mosaico, totalmente dedicada a moradores do bairro da Serrinha e entorno. As inscrições estão abertas. Corre e manda um inbox pra gente para se inscrever. Outros detalhes, também inbox. Lembramos que tudo isso é gratuito. Vamos juntos?
18402070_426213224422310_1545829625643973495_o

Busca Vida fortalece bairro da Serrinha como polo artístico/cultural através do Rota das Artes
A Busca Vida está localizada em região conhecida por conciliar belíssimas paisagens e variedade artística, atraindo visitantes, especialmente aos finais de semana para os shows do Galpão Busca Vida, há 20 anos referência em qualidade de programação, e no mês de julho, quando acontece o consagrado Festival Arte Serrinha.
Essa vocação cultural do bairro chamou a atenção do empresário Carlos Oliveira, o Carlão, proprietário da Busca Vida, que viu uma alternativa para o desenvolvimento da região já que prioriza processos e métodos baseados em conceitos de melhora na qualidade de vida da comunidade, convivência cultural, conexão humana e sensibilidade nas relações e no processo artístico na gestão da Busca Vida.
E assim, a Busca Vida patrocina, através da Interfood, distribuidora da bebida, e por meio da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura, o Rota das Artes – Arte e Convivência na Serrinha, que realiza sua segunda edição em 2017.
O projeto visa aproximar a comunidade dos espaços culturais disponíveis no bairro, traçando um percurso artístico e fomentando as atividades comerciais na região, ajudando a transformar a Serrinha e seu entorno em um polo artístico/cultural, com espaços para convívio e coletivismo.
Através desta iniciativa, jovens e adultos participam de oficinas de formação em arte que, além de oferecer o contato com as linguagens artísticas, acabam funcionando como espaços destinados ao encontro, conversa, troca interpessoal, produção e experimentação cultural nos campos artístico e social.
Além do Galpão e da Fazenda Serrinha, outros dois espaços voltados à arte se destacam: o Casarão 2 Irmãos e o Teatro Rural, onde acontecem as oficinas. São estes, inicialmente, os locais propostos para o percurso cultural tema do projeto.
As oficinas de teatro, música, artes visuais e mosaico são oferecidas aos alunos da escola estadual Professor Bruno Florenzano, localizada na Água Comprida, moradores do entorno e também ao grupo da melhor idade do mesmo bairro. Os encontros são semanais e acontecem ao longo do ano.
Todos os professores trabalham sob a coordenação pedagógica da arte-educadora Gisa Picosque, da Touché Cultural. “As oficinas movem os jovens e adultos à criação de imagens menos estigmatizadas e mais potentes sobre si mesmo e o outro. Trazem no seu fazer aquele aspecto pulsante e estimulante que se desencadeia quando vivemos uma experiência artística, uma produção simbólica, fortalecendo a identidade e cultura local, criando outros imaginários sobre os bairros da Serrinha, Água Comprida, Morro Grande e Boa Vista”, explica.
É também através das oficinas, que as coordenadoras do Edith Cultura, realizador do projeto, Daniela Verde e Maria Fernanda Carmignotto, pretendem impulsionar a formação de público, ampliar o fluxo turístico e de moradores da região, estimulando as atividades comerciais para atender a demanda no local e, desta forma, gerar emprego e renda. “Essa movimentação das oficinas e a ocupação dos espaços cria no bairro um ambiente singular, estimulando a busca pelo conhecimento, pelo saber artístico, atiçando a curiosidade e, ao mesmo tempo, impulsionando a economia local no meio rural”, explicam.